Fashion, Like You Give a Damn

Like You Give a Damn – Alexander McQueen Fall 2013


_JON4793.450x675

 

Click to enlarge pictures | Clique para aumentar as imagens

Padrão
Fashion

Like You Give a Damn – Alexander McQueen S/S 2012


I know…sometimes I vanish like that special Playboy edition you spent the entire month wishing for or that brand new white iPad 2 – in case you’re more of a gadget guy – , but then, all of a sudden, I come back – terrible analogy, btw.

Thing is,  today we’re gonna learn a bit about Alexander McQueen’s Spring/Summer 2012 collectionyay, super exciting…. – presented last monday in Milan. Style.com said that Sarah Burton (creative director) “played with fire, balancing the measured and the extreme, channeling  the sixties at McQueen.”this means nothing to you, I’m pretty sure.

Let me put into simple words: the collection is filled with rock’n’roll elements- if you’re that clever and a rock lover, you might notice some Jagger/Hendrix inspired looks – loose pants, groovy shoes and accessories.

Eu sei…às vezes eu sumo do nada, feito aquela edição especial da Playboy, que você passou o mês todo paquerando ou o iPad 2 branco – caso você se ligue mais em gadgets – mas, de repente, eis que apareço das cinzas – péssima analogia, por sinal.
Mas o intuito de hoje é uma pequena lição sobre o desfile da coleção Primavera/Verão 2012 da Alexander McQueenuau, que massa…. – apresentada ontem em Milão. O site Style.com disse que Sarah Burton (diretora criativa da marca) “brincou com fogo, ao equilibrar o certinho com o extremo, canalizando algumas vertentes dos anos 60 na McQueen.”tou ligada que pra maioria de vocês, isso não significa nada.
Vou fazer o seguinte e facilitar pra vocês: a coleção é cheia de elementos do universo rock’n’roll – se você for esperto e amante do rock, vai perceber umas coisas meio Jagger/Hendrix em alguns looks – calças soltas, sapatos transados e acessórios bacanas.

Here are some trends I noticed – and a little “how to use it in daily life tip”:

Abaixo, algumas tendências que percebi – e tipo um “mini guia de como usar isso no dia a dia”:
  • Black, white & other colors: B&W are always the perfect combo. No matter if it’s a plain or checked shirt/pants. But what about the other colors? Hmm…You can mix it up with neutral ones: red shirt + black pants. Easy, right? Or, if you like to be a trendy boy, throw it all at once: white t-shirt + blue blazer + brown pants or shorts = COLOR BLOCKING, my friends. And there’s always the accessoring: a nice scarf (there you go with that scarf issue again…), a pair of gloves, a cool belt, a fedora hat, sunglasses, shoes, blablabla.
  • Preto, branco e outras cores: P&B são sempre o par perfeito. Não importa se for numa peça lisa ou estampada. Mas e as outras cores? Humm…Sempre há a opção de misturar com coisas lisas: camisa vermelha + calça preta. Difícil, né? Ou, se o seu perfil for uma coisa mais trendy, joga tudo de uma vez: camiseta branca + blazer azul + short ou calça marrom = COLOR BLOCKING, meus amigos. Se isso for demais pra você, invista nos acessórios: um lenço legal (de novo essa palhaçada do lenço….), luvas, um cinto bacana, chapéu tipo fedora – aquele dos boêmios da velha guarda carioca – óculos escuros, sapatos, blablabla.
  • Stripes: I know most of you still get a little weird to try on different patterns – what’s up with that, anyway?? – like stripes, animal prints, checked or floral motives. You do know you don’t have to put it all together,right? Balance things up: a nice striped shirt or double-breasted jacket and a neutral shorts or suit pants. You’re done.
  • Listras: Eu sei que a grande maioria ainda tem uma certa frescura em misturar estampas – por que isso, hein?? – do tipo listradas, animais, xadrez ou florais. Tá ligado que você não precisa botar tudo junto, né? Já expliquei isso…O segredo é balancear: uma camisa listrada ou um blazer de abotoamento duplo e uma calça ou bermuda lisa, já tá ótimo. Não precisa fazer aquele samba do criolo doido – a não ser que seja a sua intenção…

 

  • Shiny fabrics:  Yeah, yeah, I know what you’re gonna say “Real men don’t wear shiny stuff”, but once again, the key is mix it up with neutral things. Gonna wear a shirt that has some details in lurex or a satin pajamalike pants? Combine it with a pair of jeans, a jacket or some old rock band t-shirt and it’s all good – you’re not gonna end up like Tinkerbell. Same goes for other fancy fabrics, like velvet. Remember: attitude counts a lot, so if you feel confident enough, no one’s gonna think you’re a fairy – and the ladies love men with attitude.
  • Tecidos brilhantes: Tá, eu sei que você vai alegar que “Homens de verdade não usam coisas brilhantes/espalhafatosas”, porém, mais uma vez, a chave é misturar com peças neutras. Tá afim de colocar uma blusa com detalhes em lurex ou uma calça tipo pijama em cetim? Combine com um jeans, uma jaqueta ou aquela blusa velha de alguma banda de rock e tá ótimo – lhe garanto que você não vai ficar uma versão Sininho do Peter Pan. O mesmo vale pra outros tecidos mais “finos”, tipo veludo. Lembre-se: atitude e confiança contam e muito, portanto, se você se sentir bem o bastante com esse tipo de peça/tecido, ninguém vai taxá-lo de mariquinha – e as mulheres adoram homens de atitude.

Click to watch the full show – soundtrack is pretty cool.

Clica aí pra ver o desfile inteiro – a trilha é massa.

 

Padrão
Fashion

Like You Give a Damn: The Met Gala


I bet most of you have no idea what the Met Gala is about, so let me give you a brief intro: Every year, the Metropolitan Museum’s Costume Institute throws a big party to the fashion people, embracing many different themes, such as superheroes, supermodels, American style. Last monday, the event was in honor to the art, work and memory of the late Alexander McQueen – who commited suicide on February 11th, 2010. Anyway, pretty much it is about showing off your best outfits on the red carpet – specially this year, with the Duchess of Cambridge wearing a Sarah Burton – now the creative director at McQueen – custom made wedding dress…but of course it means much more for those who’d known the designer.

Aposto que a maioria de vocês não tem ideia do que se trata o Baile do Met, então vou dar uma breve introdução do evento: Todo ano, o Metropolitan Museum’s Costume Institute faz uma mega festa pro povo da moda, com os mais variados temas, tipo super heróis, modelos, estilo americano, etc. Na segunda-feira passada, o evento foi em homenagem à arte, trabalho e memória do falecido Alexander McQueen – que cometeu suicídio em 11 de Fevereiro de 2010. Enfim, basicamente é uma forma da galera botar suas roupas finas no tapete vermelho – ainda mais agora, que a Duquesa de Cambridge usou um vestido de noiva assinado por Sarah Burton, atual diretora criativa da McQueen…mas claro que o significado da festa é outro, para os que conheceram o designer.

Continuar lendo
Padrão